Carta de repreensão a uma cidadã omissa



Maria Domitila você viu a sacanagem. Você presenciou de perto a sordidez humana. Ao calar-se ante ao ato predisposto de avacalhar com o sistema penal e roubar, furtar, assaltar descaradamente o estabelecimento correto, que paga impostos altos para o governo e precisa de alguma forma sobreviver, a cidadã afrontou as regras e prejudicou moralmente a toda sociedade, Maria Domitila, você há de convir.
Não é possível aceitar determinadas atitudes, porque incentivariam negativamente boa porção de pessoas com tendência a delinquir, precisando apenas alguém que aja de forma errônea para seguir os mesmos passos. Isso, Maria Domitila, sugere que ao vir uma ação desonesta como essa de subtrair uma lata de leite friamente, para alimentar a prole, os outros cidadãos, como vossa senhoria, deveriam proceder com rigor, gritando por um policial armado, e em última instância partir para a agressão seletiva, detendo a senhora que tentava praticar tal atitude nojenta.
Resta-nos, Maria Domitila, repreendê-la como a outras pessoas presentes que nada fizeram em nome da melhora de nossa sociedade,
Sem mais, sugerimos que recicle o seu pensamento e referende a lei com dureza.
Enquanto isso, do outro lado da rua, um grande assalto a Banco acontecera e ninguém fora detido. Políticos corruptos discursavam com os bolsos cheios de grana, sorridentes, negado a tudo sempre.


 

Marcelo Gomes Melo

Para ler e refletir

Carta de repreensão a uma cidadã omissa Maria Domitila você viu a sacanagem. Você presenciou de perto a sordidez humana. Ao calar-...

Expandindo o pensamento